• Assessoria de Comunicação

Prêmio Ecologia e Ambientalismo 2022 agracia 23 homenageados

O reconhecimento da luta pela manutenção dos recursos naturais com base na sustentabilidade é um dos eixos que fundamentam a premiação criada em 2003.


por João Cândido Martins | Revisão: Vanusa Paiva — publicado 10/06/2022 16h30, última modificação 10/06/2022 16h11

A Câmara Municipal de Curitiba entregou nesta quarta-feira o prêmio Ecologia e Ambientalismo a 23 pessoas e entidades. (Foto: Carlos Costa/CMC)


Nesta quarta-feira (8), 23 pessoas e instituições foram homenageadas pela Câmara Municipal de Curitiba com o prêmio Ecologia e Ambientalismo 2022. A cerimônia foi presidida pelo vereador Tito Zeglin (PDT), segundo-vice-presidente da Mesa Diretora da Câmara Municipal. Compuseram a mesa as seguintes autoridades: Mauro Ignácio, quarto-secretário da Mesa Executiva; Maria Leticia Fagundes (PV), presidente da Comissão de Meio Ambiente, Desenvolvimento Sustentável e Assuntos Metropolitanos; Osias Moraes (Republicanos), presidente da Comissão de Constituição e Justiça; Marcos Vieira (PDT), presidente da Comissão de Direitos Humanos, Defesa da Cidadania e Segurança Pública; Hernani (PSB), membro da Comissão de Economia; vereador Jornalista Márcio Barros; e Jean Brasil, superintendente de Obras e Serviços da Secretaria Municipal do Meio Ambiente. Também estava presente o ex-vereador Borges dos Reis.


A saudação oficial da Câmara foi proferida pela vereadora Maria Leticia, presidente da Comissão de Meio Ambiente. Ela lembrou que a honraria foi instituída no ano de 2003 e tem por objetivo exaltar aqueles que estão, de acordo com ela, “na liderança de uma das lutas mais importantes do nosso tempo, que é a proteção da natureza, o cuidado do meio ambiente e a defesa dos interesses ecológicos da nossa cidade”. A vereadora destacou que o mundo atual enfrenta questões alarmantes como desmatamento, enchentes e incêndios e fenômenos climáticos, muitas vezes, derivados do impacto da ação humana que está ocupando cada vez mais as manchetes dos jornais.


Outra questão abordada por Maria Leticia foi o esgotamento das matérias-primas que são a base da da indústria. “Trata-se de um fato que já vem reverberando nas tendências do mercado e que provoca uma ruptura das cadeias produtivas em todo o mundo”, explicou a vereadora. A parlamentar lembrou que há especialistas dizendo que já entramos em uma era de escassez e que a situação já significaria um empobrecimento de 15% nas atividades econômicas do mundo, conforme estudos da Universidade de São Paulo (USP). Ele exemplificou o problema, citando o aumento na procura por carros usados, o que significaria, entre outras coisas, a falta de insumos que possibilitem a fabricação de mais carros novos. Maria Leticia lembrou da lei 15.852/2021, de sua autoria.


Agradecimento

Gilmar Antonio de Lima expressou gratidão à Câmara pela homenagem e destacou que é na Câmara que os sonhos da população são transformados em realidade. “Construir essa cadeia de valor que muitos consideram descarte é um desafio que demanda perseverança”, disse ele. No entendimento do homenageado, a luta praticada pelos ambientalistas reflete anseios que não se limitam exclusivamente aos nossos dias, sendo a ideia preservar o planeta para gerações subsequentes.


“Para que isso aconteça, é necessário que todos estejam envolvidos em um pacto global visando à coerência no trato com a natureza e em prol da vida”, enfatizou Gilmar. Disse também que os ambientalistas lutam por valores inegociáveis que derivam dos propósitos alimentados em torno da manutenção de nossas riquezas naturais. Gilmar citou a lei 15.549, que criou a Semana Sã. “Devemos nos orientar com fé, comprometimento e humildade rumo à direção correta que escolhemos e pela qual lutamos”, finalizou.


Homenageados Agência de Sustentabilidade Mãozinha Verde - Herivelto Oliveira (Cidadania). Mãozinha Verde é um Hub transformador atuante em cinco eixos (água, energia, inovação, orgânicos e urbanismo) e por meio de método exclusivo e inovador alcança soluções sustentáveis, com engajamento e baixo custo. O Programa Mãozinha Verde cria e coordena o NSU - Núcleo de Sustentabilidade Urbana - da Universidade Livre do Meio Ambiente com foco nos ODS - Objetivos de Desenvolvimento Sustentável - e na Agenda 2030.


Paulo Aparecido Pizzi - Nori Seto (PP). Paulo é presidente do Mater Natura - Instituto de Estudos Ambientais; formado em Ciências Biológicas pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná - PUC-PR (1987); e com especialização em Ecologia das Águas Continentais (1991).


Gilmar Antônio de Lima - Dalton Borba (PDT). Arquiteto urbanista e paisagista desde 1984. Diretor do IA2 - Instituto Atmosfera 2 - e do Núcleo de Sustentabilidade Urbana da Unilivre; representante Ibrachics - Instituto Brasileiro de Cidades Humanas, Inovadoras, Criativas e Sustentável; e cônsul honorário da Lituânia no Paraná.


Ester Amélia Assis Mendes - Oscalino do Povo (PP). Ester é geóloga pela Universidade Federal do Paraná (UFPR); com especialização em Geoprocessamento. Além disso, possui experiência em estudos geológicos/geotécnicos com destaque para licenciamentos mineral e ambiental; funcionária da Sanepar desde 2001; atualmente é vice-presidente do Comitê das Bacias do Alto Iguaçu e Afluentes do Alto Ribeira – Coaliar - mandato de 2021 a 2025; e suplente do Conselho Gestor dos Mananciais da Região Metropolitana de Curitiba – CGRMC - mandato de 2021 a 2023.


Benedito Antônio Uczai - Jornalista Márcio Barros (PSD). Ao lado de sua esposa Salete Perin Uczai, são os criadores do "Abelha Brasil", empresa que busca, por meio da conservação das abelhas nativas sem ferrão, produzir mel, própolis, pólen, cosméticos e outros derivados, de forma sustentável. Tem como prioridade o bem-estar, a conservação das espécies, o comprometimento e a cooperação com o equilíbrio do planeta para as futuras gerações. Com o auxílio do trabalho de Benedito e Salete, surgiu em Curitiba o projeto Jardins de Mel, criado pela visão e o apoio do prefeito Rafael Greca à meliponicultura, que desde 2017 está espalhando caixas de colmeias por vários pontos da capital, como hortas, parques, praças, zoológico e Fazenda Urbana.


Empresa Engerey - Sidnei Toaldo (Patriota). A empresa Engerey é especialista na fabricação de quadros elétricos e com o intuito de ajudar o meio ambiente criou um projeto de transformar garrafas pet em roupas, especificamente em uniformes da empresa. A coleta de garrafas é feita entre funcionários e a população, os quais descartam as garrafas na empresa, foi assim que cerca de 600 garrafas pet, que demorariam até 450 anos para se decompor no meio ambiente, viraram uniforme de 100 funcionários da Engerey.


Patrícia Aparecida Marques Carvalho - Tico Kuzma (Pros). Trabalha como catadora de materiais recicláveis há mais de vinte anos. Em 2012 participou da fundação da Associação de Catadores de Materiais Recicláveis Vitória. Desde 2013, a associação faz parte do programa da Cidade de Curitiba Ecocidadão. Patrícia se destaca como liderança feminina junto às catadoras, participa há mais de 10 anos junto ao Instituto Lixo e Cidadania e ao Fórum Estadual Lixo e Cidadania de projetos como mobilizadora social.


Pastor Cliff Anderson Ferreira - Ezequias Barros (PMB). Dedica-se a essa área desde 2001, iniciando em Chapecó/SC e depois em Campo Largo, Colombo e Curitiba/PR, na separação de plásticos, moagem, lavação e extrusão tornando resíduos pós-consumo e pós-industrial em matéria-prima para manufatura de produtos plásticos. Ele contribui para o meio ambiente reciclando mais 1000 toneladas de plástico.


Mauricio Cesar Stevan Cruz – Hernani (PSB). Fundou e preside, desde 2015, a Associação Amigos do Bosque Irmã Clementina, que foi inaugurado em 2008 em comemoração aos 315 anos de Curitiba, localizado entre o rio Bacacheri e a rua Paulo Friebe, ocupa uma área de 19 mil metros quadrados, possui academia ao ar livre, playground, trilha para caminhada entre o bosque e um lago. É um dos principais locais de lazer no Bairro Alto, frequentado por moradores de toda a cidade e também de outros municípios vizinhos, sua limpeza e conservação se destacam dos demais locais de lazer do bairro e até mesmo da cidade. E isso só é possível graças ao trabalho diário e incansável desenvolvido por Mauricio Cesar Stevan Cruz e demais voluntários.


Associação dos Amigos da Fazendinha - Osias Moraes (Republicanos). A Associação dos Amigos da Fazendinha, fundada em 2007, é uma entidade que atua nas atividades de defesa de direitos sociais e do meio ambiente. A Associação atende os moradores do bairro Fazendinha e região, com sede própria proporcionando cursos de crochê e artesanato, assessoria com advogados e psicólogos, incentivo à alimentação saudável e construção de horta comunitária na preservação do meio ambiente.


Eurico Borges dos Reis - Marcos Vieira (PDT). Atuou desde a fundação da sua primeira empresa - a Sistema Estruturas - ao lado de sua esposa Sueli e, logo na sequência, na Portofino Engenharia. Desde seu início, em 1986, foi concebida para suprir uma lacuna do mercado à época - a construção de residências personalizadas em condomínios de alto padrão que primassem pela tecnologia e pela sustentabilidade nas construções, no uso do solo e em todas as instalações. Tudo isso traduziu-se no slogan e no conceito: “A arte de viver”.


Naiara Andreoli Bittencourt - Carol Dartora (PT). Nasceu em Curitiba, é advogada popular e coordenadora do Programa Sul da Organização de Direitos Humanos Terra de Direitos, situado em Curitiba. Mestra e doutoranda em Direitos Humanos e Democracia pelo Programa de Pós-Graduação em Direito da Universidade Federal do Paraná, PPGD-UFPR. Integra o Grupo de Trabalho em Biodiversidade da Articulação Nacional de Agroecologia, a Rede Sementes da Agroecologia no Paraná e o Coletivo Jurídico da Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e Pela Vida.


Luan Ferreira dos Santos - Pastor Marciano Alves (Solidariedade). Engenheiro florestal, graduado em Engenharia Florestal pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (2019), mestrando na linha de manejo de Florestas Plantadas e Nativas do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Florestal e MBA em Projetos Sustentáveis e Inovações Ambientais na Universidade Federal do Paraná. Atualmente é pesquisador de desenvolvimento tecnológico na Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo - Sedest.


Rafael Hartmann Gava - Tito Zeglin (PDT). Rafael Hartmann Gava possui graduação em Administração pela Universidade Federal do Paraná (1998), aperfeiçoamento em Gestão Ambiental na Indústria pelo SENAI/PR e especialização em Prevenção e Combate a Incêndios Florestais pela UFPR. Rafael Gava também tem larga experiência na área de Ciências Ambientais, com ênfase em Gestão Ambiental Industrial, sendo articulador do projeto e coordenador da Brigada Voluntária de Combate a Incêndios em Montanha acolhida pela Federação Paranaense de Montanhismo.

Eduardo Vieira Geliet - João da 5 Irmãos (União). Nascido em 20 de agosto de 2003, natural de Curitiba/PR, filho de Lindomar José Geliet e Julian Graziela Vieira da Silva Buck. Eduardo começou cedo a lutar por um mundo melhor, desde os 4 anos já realizava limpezas em terrenos para ganhar seu dinheiro e alcançar o que desejava, conforme o tempo foi passando, o gosto pela jardinagem foi surgindo, até se tornar seu ofício, sua profissão.


Gabriela Sepúlveda - Maria Leticia (PV). Formada em Direito, aprovada na OAB/PR em 2015 e pós-graduada em Gestão de Negócio de Impacto Social pela Universidade Positivo.


Vegetariana desde os 8 anos, trabalhou como voluntária na Mercy for Animals, entre outros projetos de cunho ambiental e social. A proteção da natureza sempre foi sua maior paixão, motivo de revolta e luta. Trabalhou com a conservação do tubarão baleia na Austrália, onde passou a ter contato com a poluição plástica nos oceanos e seus impactos negativos. No seu retorno a Curitiba, escreveu seu primeiro projeto de lei, referente à regulamentação das sacolas plásticas na cidade e à conscientização da população sobre a poluição plástica. Em 2021, concluiu dois cursos referentes à economia circular, em Amsterdam - Circular Economy: An Introduction e Sustainable Packaging in a Circular Economy.


Dirceu da Silva - Flávia Francischini (União). Natural de Guaraniaçu, interior do Paraná, veio a morar na capital aos 18 anos. Há cerca de 12 anos, Dirceu trabalha com material reciclável e há oito criou a Associação de Catadores de Materiais Recicláveis do Corbélia na Cidade Industrial de Curitiba – CIC. Hoje, a associação possui mais de 30 associados, na qual retira do lixo da cidade milhares de quilos de material reciclável.

Escola Grace - Educação Cristã em Curitiba - Noemia Rocha (MDB). Trata-se de uma escola cristã em Curitiba, que tem o propósito de ensinar os valores do Reino de Deus. Com uma equipe experiente e comprometida com Deus, o objetivo é participar da formação, tanto pedagógica, quanto espiritual dos alunos. A escola tem por princípio que os alunos da Escola Grace influenciarão o mundo, pois a entidade colabora com a criação de uma geração de cidadãos éticos, comprometidos com Deus, com a sociedade, com a família e com o próximo, tudo isso aliado a uma educação de altíssima qualidade e excelência.

Karin Cristine Grande - Mauro Ignácio (União). Em 2005, formou-se pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná, no curso de bacharel e possui licenciatura em Biologia. Em 2007, criou o Instituto Guará e deu início a um longo caminho no desenvolvimento de projetos na área ambiental, humana e educacional. Desenvolveu projetos de conservação em praticamente todas as regiões do estado do Paraná. Inclusive em Curitiba. Em paralelo ao Instituto, desenvolveu ações de educação ambiental em escolas e universidades de Curitiba.

Associação de Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis Novo Amanhecer - Professora Josete (PT). Entidade criada formalmente em 2003, com o apoio pastoral da Paróquia Santa Amélia junto às famílias carentes da região da CIC/Fazendinha (Curitiba-PR). Desde o ano 2006, a associação Novo Amanhecer está instalada na Rua Luiz Valenza, 163 - CIC – Curitiba/PR. A associação Novo Amanhecer é formada exclusivamente por catadores, em sua maioria mulheres, que têm em comum a catação de materiais recicláveis para o sustento de suas famílias.

Vanessa Melo - Professor Euler (MDB). Bióloga, com pós-graduação em Gestão de Pessoas, trabalha no varejo há 30 anos, sendo que está há 4 anos na direção comercial da Casa do Produtor. A Casa do Produtor já está há 30 anos no mercado, comporta uma clínica veterinária 24 horas com 30 leitos e busca constantemente fazer ações focadas na adoção de animais. Sempre apoiando os projetos da Delegacia de Proteção do Meio ambiente, fazendo a ponte entre o protetor e o poder de polícia.

Giovando Amorim Romanine - Leonidas Dias (Solidariedade). Nasceu em Curitiba no dia 07/05/1979. Engenheiro agrônomo de formação, foi aprovado em concurso público e entrou para a Prefeitura de Curitiba no ano de 2007. Desde o início da sua atuação, enquanto servidor de carreira, esteve no Departamento de Parques e Praças, que responde à Secretaria Municipal do Meio Ambiente. Entre 2007 e fevereiro de 2021, atuou na Gerência de Conservação e Manutenção, responsável pela limpeza, manutenção e conservação de praças, jardinetes, jardins ambientais, eixos de animação e canteiros centrais no Município de Curitiba. Em março de 2021, recebeu o convite para se tornar o diretor do Departamento de Parques e Praças, função que exerce até hoje.

Associação Pedagógica Antroposófica Turmalina - Zezinho Sabará (União). Escola que desenvolve projetos de educação ambiental desde o primeiro ano da escola Fundamental até o nono ano do Ensino Médio. A criança é motivada a lidar com a terra e a se aproximar dos cuidados com o meio ambiente, plantação, colheita e consumo de produtos de qualidade produzidos de forma segura e livre de agrotóxicos.


fonte: CÂMARA MUNICIPAL DE CURITIBA


Reprodução do texto autorizada mediante citação da Câmara Municipal de Curitiba


0 visualização0 comentário