• Assessoria de Comunicação

Lei do Janeiro Branco

Autora da Lei do Janeiro Branco na proposta de um movimento em prol da construção de uma cultura de Saúde Mental, atuando na área da prevenção e no combate ao adoecimento emocional da humanidade.


Em Curitiba, foi oficializado por meio da lei municipal 15.160/2018, da vereadora Noemia Rocha. A norma prevê a realização de ações educativas para a difusão da saúde mental, por parte do poder público municipal, em cooperação com a iniciativa privada e outros setores da sociedade civil.


“A pandemia está aumentando a demanda por serviços de saúde mental. Luto, isolamento, perda de renda e medo estão desencadeando problemas de saúde mental ou agravando os existentes. Muitas pessoas podem estar enfrentando níveis elevados de uso de álcool e drogas, insônia e ansiedade. Enquanto isso, a próprio COVID-19 pode causar complicações neurológicas e mentais, como delírio, agitação e AVC. Pessoas com transtornos mentais, neurológicos ou de uso de substâncias pré-existentes também são mais vulneráveis à infecção pelo novo coronavírus e podem correr um risco maior de resultados graves e até de morte”. Organização Pan-Americana de Saúde.



5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo