• Assessoria de Comunicação

4 dicas para fazer a reciclagem do lixo em sua casa

Se você ainda não adotou a reciclagem em casa, é melhor começar o quanto antes. Essa é uma das melhores maneiras de ajudar o meio ambiente e preservar o planeta que vamos deixar de herança para as próximas gerações.



A quantidade de lixo doméstico gerado diariamente pelas famílias tem aumentado no Brasil e no mundo. É fundamental que cada um cuide da reciclagem em sua própria residência, além de ensinar às crianças os bons hábitos, em nome da sustentabilidade.


Então, para que você possa ficar com a consciência tranquila ao fazer a sua parte, preparamos este artigo com dicas para fazer a reciclagem do lixo em sua casa. Confira!


-------


1. Aproveite o máximo do lixo orgânico

Todo aquele material biológico, seja de origem vegetal ou animal, que precisa ser descartado é chamado de lixo orgânico. Ele inclui cascas de frutas, legumes e ovos, os restos de alimentos não consumidos ou fora do prazo de validade, borra de café, etc.


Então, o que fazer para produzir menos lixo orgânico e evitar desperdícios? Podemos fazer muito, acredite. Veja algumas sugestões:

  • Programe bem as compras no supermercado, para evitar comprar em excesso e ter de descartar produtos que perdem a validade antes de serem consumidos;

  • Observe a maneira correta de guardar frutas, legumes e verduras na geladeira, para que durem mais;

  • Congele em porções diárias o que não será consumido no curto prazo;

  • Use a criatividade para preparar receitas aproveitando caules, folhas e cascas dos vegetais;

  • Calcule bem a quantidade de comida necessária para uma refeição e aprenda a aproveitar as sobras, criando novos pratos no dia seguinte;

  • Aprenda a fazer compostagem doméstica, para transformar o lixo orgânico em biofertilizante e adubar seus vasos, hortas e canteiros de plantas.


-------


2. Separe o lixo seco pelo tipo de materiais

E aquele material que não tem origem animal ou vegetal? Esse é o lixo seco ou inorgânico, que é produzido pela ação do homem e não da natureza. Nesse tipo, estão os materiais como:

  • Plástico;

  • Alumínio;

  • Vidros;

  • Papel e papelão;

  • Tecidos;

  • Metais.


O mínimo que você pode fazer, em sua casa, é separar o lixo orgânico do inorgânico em duas lixeiras diferentes. Isso já representa uma pequena ajuda para o pessoal da triagem dos centros de reciclagem e aterros sanitários.


No entanto, o ideal mesmo é ter contentores em cores diferentes para descartar cada tipo de resíduo. Observe as cores das lixeiras correspondentes a cada material:

  • Plástico: vermelho;

  • Vidro: verde;

  • Papel e papelão: azul;

  • Madeira: preto;

  • Metal: amarelo;