• Assessoria de Comunicação

Hábitos que boicotam sua autoestima



Ter a autoestima elevada é, muitas vezes, um longo processo de autoaceitação. São detalhes no nosso dia a dia que podem nos ajudar ou até sabotar nosso amor próprio. Nessa galeria, explicamos como (e quais) pequenos hábitos podem estar te atrapalhando quando se trata de construir uma boa relação com a sua aparência e jeito de ser. Depois de saber quais são, não esqueça de banir permanentemente esses vícios, hein? Pronta para se amar de verdade?


Passar muito tempo em redes sociais

Quando encontramos alguém que não tem perfil no Facebook, Instagram, Twitter, Snapchat, Pinterest ou Tumblr, a gente até estranha. Mas a verdade é que essas redes sociais podem estar nos causando mais mal do que bem. Experimente limitar um pouco o tempo em que você navega por elas. Alguns estudos da escola de medicina da Universidade de Pittsburgh mostraram que muito tempo gasto nas redes sociais pode estar ligado ao desenvolvimento de depressão.


Ficar se cobrando por erros cometidos


Ninguém gosta de errar, mas ficar remoendo a situação não vai mudá-la. Tente focar em outras coisas até esquecer de coisas das quais você não tem controle sobre.


Não praticar a gratidão

É muito fácil forcar no que nos falta. Mas faça um esforço para quebrar esse hábito e começar a pensar nas coisas maravilhosas que você tem. Seja uma família que te apoia, um emprego legal, amigos ótimos ou não estar no vermelho. Às vezes você recebeu uma promoção ou só ganhou flores de alguém querido. Não precisa ser nada muito espetacular. O importante é perceber e apreciar tudo aquilo que te faz feliz.


Reclamar, reclamar e reclamar

Essa é difícil. Mas nós reclamamos muito mais do que percebemos. Que tal criar um objetivo de não reclamar de nada por uma semana? Você vai se surpreender com quanta negatividade estava atraindo para si mesma.


Deixar que pessoas negativas fiquem na sua vida

"História de seis palavras: elimine o que não te ajuda a evoluir".

Perceba ao seu redor (principalmente nas amizades) quem realmente fica feliz pelas suas conquistas, te ajuda quando você precisa e que você tem certeza que pode contar tudo. Com esse "exercício", você vai começar a notar pessoas que, mesmo sem querer, são negativas e sugam a sua felicidade e prazeres. Elimine essas pessoas da sua vida e não se sinta culpada por isso. Garantimos que tudo vai parecer mais leve.

Ter medo de pedir ajuda

Não existe vergonha nenhuma em pedir ajuda quando necessário. Isso não faz de você pior do que ninguém. Aliás, pelo contrário. Ser capaz de dizer que precisa de um auxílio é um ato muito corajoso e mostra uma real vontade de aprender e melhorar. Resistir à mudança

Mudanças são, na maioria das vezes, positivas. Não adianta querer insistir no que já passou. É preciso abraçar as transformações que a vida tem a oferecer para que possamos crescer e evoluir.


Dizer sim para tudo Não é sobre estar aberta a novas possibilidades. É sobre ter o poder de escolha. Você tem que tomar as rédeas da sua vida e decidir com quem e como quer passar o seu precioso tempo. Deixar o medo de falhar gritar mais alto

"Às vezes o que você tem mais medo de fazer é exatamente o que vai te libertar".


Viver na zona de conforto pode parecer muito seguro, mas sair dela é preciso. Você pode montar seu refúgio em casa, mas nas atitudes, tente ser um pouco mais aventureira e praticar coisas que nunca fez antes. Não estamos falando, necessariamente, de largar tudo e ir viajar o mundo, por exemplo. Comece devagar. Talvez, tentar um método novo no trabalho ou comprar aquela saia mais "diferentona". Você vai se surpreender com os resultados.


Se importar demais com o que os outros pensam Tentar ser ou fazer o que outras pessoas acreditam que seja o melhor para você só vai servir para uma coisa: te deixar frustrada. Tenha em mente que você nunca vai conseguir agradar todo mundo. Comece a se colocar como prioridade, afinal, a vida é sua, não é mesmo?


Esquecer o lado mágico da vida

É tudo uma questão de ponto de vista. Você prefere se concentrar no ônibus que perdeu ou voltar sua atenção para tentar assistir o pôr do sol nos fins de semana, por exemplo? A vida é bem corrida, mas não podemos esquecer de aproveitar tudo o que esse mundão tem a nos oferecer.


Viver sem acreditar no que faz Se conhecer é um processo que pode durar a vida inteira. Mas descobrir paixões não é tão difícil assim. Encontre um tempo para se dedicar àquilo que você ama fazer. Isso pode envolver inspirar outras pessoas, fazer trabalho voluntário ou tentar mudar o mundo. Quer um exemplo? Nós aqui do taofeminino tentamos empoderar e melhorar a vida de mulheres através da escrita ;)


Se fazer de vítima

"Você é a única pessoa que pode limitar sua grandeza. Lembre-se de que você é o suficiente"

Vamos lá, o mundo (infelizmente) não gira ao nosso redor e não, as pessoas não estão conspirando contra nós. Sem perceber, podemos bancar a vítima sempre e isso, além de chato para os outros, é um sentimento péssimo. Você é muito mais forte do que pensa e está longe de ser uma vítima.


Fonte: Tão Feminino

9 visualizações0 comentário