• Assessoria de Comunicação

Grávida pode pintar o cabelo? E na amamentação? Entenda tudo aqui!

A gravidez é um momento rodeado de dúvidas que surgem na cabeça das mulheres. Uma delas é relacionada à estética: afinal, grávida pode pintar o cabelo ou não? A resposta, amigas, é sim! Mas utilizando o cuidado e o bom senso, é claro.


A maior recomendação é evitar tinturas com amônia e preferir as mais leves ou até mesmo as naturais. Embora tenham uma certa quantidade de química em sua composição, porções mínimas são absorvidas pelo couro cabeludo, o que torna quase impossível que viajem pela corrente sanguínea até o feto.

Durante os nove meses que uma vida é gerada dentro de nosso corpo, reações como pés inchados, cólicas abdominais, cansaço frequente e uma bexiga difícil de controlar são inevitáveis. No entanto, os cabelos desbotados e fios brancos não precisam fazer parte desse período!

Por isso, o blog da Beleza de Mulher criou esse post que servirá como um guia, ajudando as gestantes a colorir o cabelo de maneira segura para si mesma e para seu bebê. Continue a leitura e confira nossas dicas:

Quando grávida pode pintar o cabelo? As mulheres grávidas podem pintar o cabelo somente após os três primeiros meses de gestação. Antes disso, o procedimento não é recomendado pois o feto está em uma fase delicada, desenvolvendo todos os seus órgãos. Por esse motivo, os cuidados nesse período aumentam para evitar qualquer tipo de química que possa causar deformações no bebê.

Passado o primeiro trimestre é mais seguro fazer as colorações tomando todos os cuidados. E durante a amamentação, posso pintar? As mulheres que estão no período de amamentação de seus filhos podem sim fazer a coloração dos cabelos, seguindo a mesma lógica da tintura na gravidez. Os compostos químicos presentes nas tinturas são pouco absorvidos pela corrente sanguínea, causando quase nenhuma alteração no leite materno.

Ainda assim, é importante evitar tinturas com amônia e dar preferência para as mais leves. Tintura para gestante existe? Qual eu posso usar?

Existem marcas que criam linhas específicas para a coloração dos fios de gestantes. No entanto, você não precisa necessariamente recorrer a estas opções. Basta optar por produtos que não tenham amônia, água oxigenada e metais pesados, como o chumbo. A dica vale tanto para a escolha de tinturas quanto para tonalizantes!

Não sabe muito bem o que são os tonalizantes? Então leia já nosso guia prático que mostra o que é o tonalizante e como usá-lo para dominar o assunto!

Lendo as especificações na embalagem dos produtos, você pode encontrar nas linhas convencionais – aquelas mesmas que você usava quando não estava grávida – que não possuem esses componentes. Aí, você fica livre para pintar sem precisar fazer uma grande busca por uma linha especial para gestantes!

Grávida pode pintar o cabelo seguindo essas dicas: Está se preparando para o dia de adicionar cor aos fios e deixá-los ainda mais lindos? Então confira as nossas dicas e aprenda como a mulher grávida pode pintar o cabelo sem causar qualquer tipo de dano para sua saúde e a de seus filho:

Use tinturas mais gentis Existe uma grande diferença entre pintar o cabelo de castanho claro e pintar o cabelo de roxo! As cores muito fortes e distantes do nosso tom natural de cabelo, como as cores fantasia ou aquele vermelho bem vivo, são obtidas com tinturas mais agressivas ao fio.

Por esse motivo, a recomendação é abandonar as cores muito fortes durante a gravidez e abraçar os tons mais naturais, que são conseguidos com tinturas menos agressivas para o seu cabelo. Use luvas para aplicar a tinta no cabelo Caso você mesma faça sua própria coloração, é importante proteger a pele do contato com os produtos químicos. Assim, você impede a absorção do seu corpo desses componentes agressivos e mantém o bebê são e salvo.

Mechas e luzes são uma opção ainda mais segura Mulheres grávidas podem pintar o cabelo de forma ainda mais segura se optarem por procedimentos que não necessitem da aplicação de tinta diretamente no couro cabeludo. Como, por exemplo, fazer mechas e luzes no cabelo.

Com essas alternativas, apenas os fios absorverão a tintura, mantendo a corrente sanguínea e o couro cabeludo 100% livres de contato com os componentes químicos, o que assegura ainda mais proteção ao bebê.

Pinte os cabelos em um lugar bem ventilado Além de evitar absorver os componentes químicos da tintura pelo couro cabeludo, você também deve evitar os danos causados por seu cheiro forte e por sua inalação.

Portanto, procure sempre fazer a coloração dos fios em um ambiente que te deixe confortável, podendo respirar sem problemas de forma que deixe seus pulmões e seus olhos livres de irritação.

Siga as instruções da embalagem completamente Tinturas diferentes, de fabricantes diferentes, agem de forma distinta em nosso cabelo. Por esse motivo, precisamos deixar de lado o pensamento de que sabemos o que estamos fazendo e não precisamos ler as instruções, pois esse é um grande erro!

Leia sempre as instruções do fabricante presentes na embalagem de sua tintura e siga elas de maneira disciplinada. Ah! E nada de deixar a tintura agir por mais tempo que o recomendado, viu? Se quer evitar qualquer problema, o melhor é ouvir todas as recomendações de segurança.

Lave o couro cabeludo logo após o procedimento Para inibir a atuação da tintura após finalizado o seu tempo de coloração, é imprescindível que você lave o cabelo, dando atenção especial para o couro cabeludo. É ali que existe a possibilidade de seu corpo absorver componentes químicos e transportá-los pela corrente sanguínea. Por isso, lave-o bem e elimine qualquer resquício de tinta que tenha sobrado. Consultar profissionais nunca é demais! Agora que você já sabe que grávida pode pintar o cabelo e quais os cuidados necessários para fazer o procedimento da melhor maneira possível, pode marcar seu horário no salão e recuperar aquela cor linda dos seus fios!

Mas, se ainda tiver dúvidas e inseguranças, não existe problema algum em procurar ajuda profissional! Na próxima consulta com seu médico obstetra você pode levantar o assunto e pedir orientações. Além disso, o cabeleireiro de sua confiança também pode te guiar na escolha dos melhores produtos.


Fonte: Beleza de Mulher

13 visualizações0 comentário