• Assessoria de Comunicação

Entenda o que é Startup e veja o passo a passo para abrir a sua

Este tipo de empresa, que resolve uma dor com um processo escalável, vem crescendo a cada ano. Entenda mais sobre startups e como funciona a abertura.


Nos últimos anos, o termo “startup” ficou muito conhecido em todo o Brasil. Por tabela, a abertura desse tipo de empresa também cresceu. As ideias foram evoluindo e o alto alcance que o ambiente digital proporciona influenciaram nesse aumento. Mas como funciona o processo para abrir uma startup? Veja nesse post como esse tipo de empresa surgiu e como abrir a sua!


O que é startup?

Para a empresa ser considerada uma startup, ela precisa oferecer um produto ou serviço que tenha um alto índice de execução e de escalabilidade sem necessariamente grandes investimentos iniciais. Ou seja, a startup precisa atender uma dor de muitos clientes impulsionada somente com os primeiros recursos da empresa.


Além disso, para que uma startup não seja considerada uma empresa tradicional, ela precisa oferecer uma inovação no setor em que deseja atuar. Isso não significa que a sua startup precisa ser digital, como um aplicativo ou uma plataforma online, mas que precisa solucionar o problema do seu cliente com inovação.


Como surgiu esse termo?

O termo “startup” começou a ser utilizado entre 1996 e 2001. Com o aumento das ações das empresas de tecnologia e de comunicação online, uma bolha especulativa foi formada, recebendo o nome Bolha da Internet.


Depois de ficar conhecida, a Bolha da Internet começou a usar a palavra startup para designar um grupo de pessoas que tinham uma ideia interessante e diferente, mas com alto potencial de monetização, ou seja, que poderia fazer dinheiro rápido.


O que fazer para abrir uma startup?

A primeira etapa no processo de abrir uma startup é montar um bom plano de negócio. Com ele, será possível mapear o público e perceber se realmente existe um mercado que compraria o seu produto ou serviço. Além disso, com os estudos do plano de negócio, também é possível estimar um investimento inicial e perceber se a ideia terá uma boa lucratividade.


Depois disso, o processo de abertura de empresa se inicia. Ele será igual ao de abertura de uma empresa tradicional, e deverá começar com a elaboração do contrato social.


Além disso, para abrir uma startup é necessário ter conhecimento sobre os portes empresariais. Eles podem variar, mas como a sua empresa estará no início, provavelmente ela será uma Microempresa (ME), que tem limite de faturamento anual de R$ 360 mil, ou uma Empresa de Pequeno Porte (EPP), com faturamento máximo de R$ 4,8 milhões.


Formatos empresariais

Para continuar com a abertura da sua startup, você precisa escolher o tipo de empresa. Os quatro formatos empresariais em que você pode escolher para começar são:


Microempreendedor Individual (MEI)

Um MEI não pode ter sócios e seu faturamento anual máximo é de R$ 81 mil. Também é preciso verificar se a atividade que a sua startup exercerá pode ser enquadrada no regime MEI


Empresário Individual (EI)

Também não é possível ter sócios quando a empresa for EI. Além disso, os patrimônios da pessoa física do dono da empresa podem ser confiscados no caso de falta de pagamento de contas da pessoa jurídica.


Sociedade Limitada Unipessoal (SLU)

Sociedade Limitada Unipessoal, também conhecida por SLU é novo formato jurídico tem atraído cada vez mais novos empreendedores que buscam segurança na hora de abrir uma empresa, adotando um modelo que lhes forneça também maiores possibilidades de crescimento.


Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (EIRELI)

Em uma EIRELI as contas da pessoa física e da pessoa jurídica são totalmente separadas, resguardando todos caso algum problema financeiro atinja o sócio.


Sociedade Limitada (LTDA)

Na LTDA, a empresa tem mais de um sócio, diferentemente das outras opções apresentadas onde é permitido somente um. A divisão de quotas de cada um deve ser apresentada no contrato social e registrado na Junta Comercial sempre que existir alguma alteração.


Regime Tributário para startup

No Brasil existem três formas de tributar as empresas: pelo regime Simples Nacional, pelo Lucro Presumido ou pelo Lucro Real. Cada um possui as suas alíquotas de tributação, que variam bastante dependendo do faturamento da empresa. Normalmente, as startups começam no Simples Nacional.


Quanto custará esse processo?

Como dissemos, o processo de abertura de uma startup é semelhante aos passos de abrir uma empresa tradicional. Por isso, segundo o relatório global Doing Business de 2017, o valor médio para abrir uma empresa no Brasil é de R$ 1.518,16. Mas muitas contabilidades conseguem fazer um custo mais baixo pela escalabilidade, então esse valor pode cair para a faixa de R$ 600,00.


Alguns fatores que podem influenciar na alteração brusca desse valor são os formatos empresariais, uma vez que cada um tem um processo de abertura e tarifas diferentes a serem pagas, e também, a cidade em que a empresa será aberta, pois os impostos municipais são definidos pela prefeitura de cada lugar.


Como facilitar a abertura da minha startup?

Para auxiliar na rotina da sua startup é importante ter uma assessoria contábil de confiança. Atualmente, existem contabilidades online que realizam todas as obrigações fiscais e contábeis da sua empresa, além de ajudarem com a sua organização financeira.


A contabilidade pode realizar todo o processo de abertura da empresa e acompanhar as documentações necessárias para as etapas seguintes, facilitando muito a vida de quem quer abrir uma startup.


Fonte: Conube

1 visualização0 comentário
Acesso Rápido

E-mail: gabinetenoemiarocha@gmail.com
Contato: 41 9994-15007

Endereço: Barão do Rio Branco, 720. 4º andar.

         Acompanhe nosso mandato

© 2019 by Ascom Noemia Rocha.    Políticas de Privacidade