• Assessoria de Comunicação

Em plena pandemia, aprovado recurso para recape de asfalto

Durante a sessão plenária desta segunda-feira (25), os vereadores da Câmara Municipal de Curitiba aprovaram em primeiro turno, em regime de urgência, a readequação da lei municipal 15.125/2017, que trata de uma operação de crédito de R$ 60 milhões com o Banco do Brasil, (segunda parcela de R$ 46 milhões) de autoria do prefeito. A líder da oposição, vereadora Noemia Rocha (MDB), defendeu que esse dinheiro fosse priorizado à saúde, já que estamos em pleno período de pandemia, não faria sentido o valor ser destinado a obras de pavimentação alternativa.


“Acreditamos que neste momento os esforços devem estar focados na saúde da população. Ao invés de fazermos recapagem, poderíamos destinar mais recursos para a saúde”, destacou. De acordo com ela, não há problemas em destinar valores para obras, mas deve ser analisado a prioridade de um momento atípico. “Além disso, não estamos falando de novos asfaltos e sim recape e fresa de asfaltos que já existem. Sem contar que não sabemos em quais lugares será aplicado. Era interessante esse dado constar no projeto”.


De acordo com a parlamentar, foi realizada uma análise minuciosa do material, e soa estranho um contrato de 2017 ter uma atenção especial nas vésperas das eleições. Ela ressaltou que a prefeitura pediu urgência na tramitação, porque desde 2018 não havia apresentado os projetos executivos das obras para o recebimento deste.

OSs

Outra questão levantada por Noemia Rocha durante a sessão remota, foi a “privatização” da saúde pública municipal. “Falamos muito sobre manter o trabalho com a gente. Estamos aí com mais terceirizações, o que nos preocupa. De cada 10 OSs, oito estão sendo investigadas pelo Ministério Público”.


Na semana passada, a vereadora já havia falado que a prefeitura pretende transformar mais três unidades de pronto atendimento (UPAs) em organizações sociais (OS).



Durvcante a sessão plenária desta segunda-feira (25), os vereadores da Câmara Municipal de Curitiba aprovaram em primeiro turno, em regime de urgência, a readequação da lei municipal 15.125/2017, que trata de uma operação de crédito de R$ 60 milhões com o Banco do Brasil, de autoria do prefeito. A líder da oposição, vereadora Noemia Rocha (MDB), defendeu que esse dinheiro fosse priorizado à saúde, já que estamos em pleno período de pandemia, não faria sentido o valor ser destinado a obras de pavimentação alternativa.

Acesso Rápido

E-mail: gabinetenoemiarocha@gmail.com
Contato: 41 9994-15007

Endereço: Barão do Rio Branco, 720. 4º andar.

         Acompanhe nosso mandato

© 2019 by Ascom Noemia Rocha.    Políticas de Privacidade