• Assessoria de Comunicação

Educação ambiental: como ações simples fazem a diferença para o mundo

A educação ambiental não está restrita apenas a uma sala de aula, sabia? Ainda que seja importante introduzí-la ao ambiente pedagógico, com o intuito de formar cidadãos conscientes de suas responsabilidades com o Planeta Terra, toda pessoa deve refletir sobre o que anda fazendo para amenizar os danos causados à nossa morada coletiva. Até porque são as ações impensadas do Ser Humano que têm prejudicado a Natureza, sujando rios, lançando gases poluentes à atmosfera e desmatando florestas.

Como alerta o jornalista e escritor José de Paiva Netto, em seu artigo "Conscientização hoje...": "Em geral, as criaturas se movem como se não houvesse amanhã. É preocupante, pois quando os efeitos da má semeadura chegam, o quadro pode ser irreversível ou acompanhado de imensos prejuízos".


Ninguém quer que isso não aconteça, né? Então, é importante que cada um adote uma postura mais responsável em relação ao meio ambiente. Acredite: muitas vezes, a agressão à Natureza ocorre por meio de pequenos hábitos. O Portal Boa Vontade já falou, por exemplo, das consequências do uso desmedido da água e da emissão exagerada de gases à atmosfera, sugerindo algumas práticas sustentáveis que dão aquela mãozinha ao mundo, como fechar a torneira ao escovar os dentes, apagar as luzes ao sair de um cômodo e dar preferência a transportes alternativos, a exemplo da bicicleta.


"A educação ambiental não é antropocêntrica, o homem não está no centro disso. É uma educação para a vida em harmonia com o planeta”, resume a presidente do Instituto Ecoar, Miriam Duailibi, ao programa Biosfera, da Boa Vontade TV (canal 196 da NET e da Claro TV e 212 da Oi TV).


Mudança necessária

Para garantir um mundo melhor para as próximas gerações, essa convivência harmônica com a Natureza precisa ser estabelecida ainda no presente. Não à toa, nos últimos anos, verificou-se o crescimento de projetos socioambientais, o que mostra que essas questões tem chamado a atenção de muitas pessoas.


Para se ter uma ideia, da quantidade de materiais jogados no lixo, 30% podem ser reciclados.


A equipe de reportagem do Biosfera comprovou essa premissa ao acompanhar uma reunião da Rede Verde Sustentável, que nasceu da iniciativa de catadores de material reciclável e busca fortalecer, unir e organizar grupos de reciclagem, para que encontrem, juntos, soluções para o que é um problema para todos: o lixo.


Só para ter uma ideia, o Brasil produziu, em 2014, mais de 76 milhões de toneladas de lixo. E o que a educação ambiental faz com esse dado? Busca meios para transformar muitos produtos que vão para a lixeira em outros utensílios, por meio da reciclagem. "Descartamos recursos naturais que são preciosos, a maioria deles nós ainda usamos mal. Se tivéssemos um pouco mais de discernimento, poderíamos otimizar esses recursos naturais", explica Miriam Duailibi.


Atualmente, a Rede Verde Sustentável congrega mais de 12 cooperativas de reciclagem na região metropolitana de São Paulo.


Amiga da Natureza

Por saber da importância de valorizar o tema e da urgente necessidade de mudança de comportamento, a Legião da Boa Vontade (LBV) promove, há mais de seis décadas, ações socioambientais para crianças, jovens, adultos e idosos. Esse trabalho de educação ambiental é realizado por meio de palestras, oficinas lúdicas e atividades práticas sobre a importância de preservar o Meio Ambiente.


Vivian R. FerreiraPara promover a consciência da urgente necessidade de mudança de comportamento, a LBV atua há décadas com ações socioambientais para crianças, jovens, adultos e idosos.


Todas essas ações são pautadas na tese vanguardeira do diretor-presidente da LBV, José de Paiva Netto, que afirma: "A destruição da Natureza é a extinção da Raça Humana".


#BoraMudar?

Agência BrasilMuitas cooperativas dedicam-se a separar os materiais reaproveitáveis do lixo e enviá-los para a reciclagem. Você pode fazer o mesmo, realizando a coleta seletiva de seu lixo!


O quadro pode ser grave, mas ainda é possível salvar o planeta. Mas para mudar o mundo, é preciso, primeiramente, mudar o Ser Humano. Que tal fazer uma lista de novos hábitos a serem adotados, levando em conta a cartilha da sustentabilidade? Nós garantimos, essa é uma receita eficaz.


Outra forma de fazer a diferença é buscar em seu bairro cooperativas de reciclagem, organizações não governamentais ou empresas que realizem algum trabalho socioambiental. Muitas dessas instituições e grupos abrem as portas para trabalhos voluntários. O site do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) oferece uma lista de entidades ambientais. Ficou interessado? Entre em contato e veja se há alguma delas perto de sua casa.


A educação ambiental só entregará resultados positivos se for convertida em ações. Vamos fazer a nossa parte? ;)

Fonte: Boa Vontade

2 visualizações0 comentário
Acesso Rápido

E-mail: gabinetenoemiarocha@gmail.com
Contato: 41 9994-15007

Endereço: Barão do Rio Branco, 720. 4º andar.

         Acompanhe nosso mandato

© 2019 by Ascom Noemia Rocha.    Políticas de Privacidade