• Assessoria de Comunicação

Composteira elétrica transforma restos orgânicos em adubo em 12 horas

Na luta contra as mudanças climáticas e a poluição de modo geral, a tecnologia e as inovações podem ser vilões – pelo impacto de sua produção e pelo despejo de suas partes como poluentes dos mais terríveis – mas também podem ser a salvação: em seu uso direcionado para otimizar processos que ajudem na luta por um mundo mais verde e saudável. Um exemplo preciso é a Terraform Kitchen, uma composteira elétrica completamente brasileira capaz de transformar resíduos orgânicos em adubo em somente 12 horas.


Mais da metade do lixo que produzimos em nossas casas é composto por matérias orgânicas, que podem e devem ser reaproveitadas e transformadas em adubo orgânico de excelente qualidade. Segundo consta, o uso da Terraform Kitchen reduz em 90% o lixo orgânico que produzimos em nossa casa, em composteira vendida em dois tamanhos: com capacidade máxima de 2 kg ou de 5 kg, e pode ser mantida na própria cozinha. O uso da composteira elétrica evita que o lixo que produzimos não seja enviado a aterros e lixões, e ganhe uma reutilização sustentável e ecológica.

“Nosso principal objetivo é estimular o consumo consciente na sociedade, para que se reflita sobre os restos dos alimentos que ingerimos diariamente”, afirmou Julia Reis, gerente de produto da Terraform Kitchen. “Ao usar um produto como esse promove-se uma mudança de hábito positiva e essencial nos tempos atuais. A diferença é que enquanto a compostagem tradicional demora dias e até meses para gerar o adubo, a Terraform Kitchen acelera o processo para obter o resultado em algumas horas, uma vez que a decomposição da comida é feita a partir de um processo de controle de temperatura, umidade e aeração do composto”, afirmou.

Inspirada nas composteiras tradicionais, a Terraform Kitchen oferece praticidade, velocidade e correção ecológica sem precisar sair sequer de sua cozinha. O impacto ambiental de um aterro ou lixão pode ser radical: além da intensa produção de gás metano, 24 vezes mais poluente que o gás carbônico, além de produzir chorume, capaz de contaminar as águas, o solo, além de atrair ratos, moscas e outros vetores de doenças.


Fonte: MSN Noticias

16 visualizações0 comentário