• Assessoria de Comunicação

5 dicas estratégicas para encarar os novos desafios da educação



Educadores no mundo todo precisaram remodelar a forma de ensinar dentro de um planejamento que não previa a recente pandemia. Esse fato originou também outros novos desafios da educação, que não estão ligados somente à adaptação das aulas, mas de toda a experiência dentro de uma escola.

Embora o cenário atual seja inédito para essa geração e tenha proporcionado uma série de medidas de contenção e prevenção, muito se perguntou sobre como ficará a educação.

A cada dia, novas previsões são feitas sobre uma possível reabertura das escolas, mas com a certeza de que elas não poderão continuar da mesma forma que antes.

Seja agora ou depois da pandemia, estas cinco dicas poderão ser usadas para melhorar as estratégias e o cotidiano da escola.

Informações e anúncio confiáveis

Para não tomar decisões precipitadas, é importante que a escola acompanhe canais oficiais de informações. Isso inclui não distribuir mais notícias em tom alarmante quando as pessoas já estão sensibilizadas e acompanhando em suas casas.

Neste momento, a escola precisa filtrar o que é necessário distribuir em seus canais para uma gestão mais eficiente. Além disso, a divergência na comunicação pode se tornar um problema se a escola não segue canais oficiais ou sites confiáveis de notícias.

Na era das fake news, procurar por boas fontes é uma forma de encarar os novos desafios da educação e se prevenir contra boatos ou repasse de informações mal apuradas. Por isso, cabe ao gestor trazer um panorama real para a comunidade escolar, sempre mostrando como as estratégias serão adaptadas para cada mudança.

Posicionamento consciente

Em qualquer situação, a escola precisa mostrar empatia com as particularidades e sentimentos de cada participante da comunidade escolar. Dentro dos novos desafios da educação, um dos principais pontos de atenção será a comunicação e compreensão desses núcleos.

Pais estão sobrecarregados em casa e preocupados com a oferta de segurança para o contato dos seus filhos com os colegas de classe diariamente em um futuro de retomada das aulas presenciais. Enquanto isso, os alunos criam ansiedade sobre quando poderão sair novamente.

Transmitir a consciência sobre essas aflições é necessário, especialmente optando pelos canais certos de comunicação, que devem incluir a todos. Outra medida para ser tomada são o envio de dicas para lidar com o momento e dar continuidade à educação fora da escola.

Apoio docente no plano de aulas

O educador tem um papel chave neste momento e não deve ser excluído do planejamento de novas estratégias. É hora de se reunir com o corpo docente, mesmo que seja por videoconferência, a fim de estipular um plano de aulas que abrigue os principais conteúdos do semestre.

São os professores que poderão sinalizar como adaptar o cronograma escolar para os novos desafios da educação e o que será fundamental para que os alunos continuem aprendendo fora da escola. Isso, inclusive, serve para cenários além da pandemia.

Sabendo melhor do que ninguém como lidar com suas turmas, os professores deverão trazer opiniões e suas visões sobre as metodologias aplicadas, ajudando, dessa forma, a esclarecer dúvidas e formas ideias que poderão ser usadas nos planos para os próximos meses e anos.

Aulas adaptadas

Lidar com as novas tecnologias pode ser a solução mais viável para dar continuidade às aulas. No entanto, é preciso muita criatividade para manter o diálogo e interesse do aluno em uma aula remota.

Em um país marcado pela desigualdade, vale lembrar que as estratégias devem ser adaptadas para as realidades mais diversas. Por isso é tão crucial manter canais alternativos de contato com professores, pais e demais funcionários escolares, verificando assim suas dificuldades em aderir ao ensino a distância.

Nem todo aluno consegue ou pode assistir aulas online e este talvez seja o maior dos novos desafios da educação. Por isso a escola deve adotar medidas para que o ensino seja possível em todos os casos, distribuindo material para estudo semanalmente e de forma controlada na secretaria, por exemplo, além de monitoria para tirar dúvidas com a presença de um professor.

Relacionamento com responsáveis

Da mesma forma que cuidar do material pedagógico deve ser uma preocupação, o relacionamento e conversa com pais e responsáveis será essencial para saber como cada núcleo familiar lida com o ensino fora da escola.

Junto a isso, procure manter os responsáveis alinhados à proposta pedagógica e estratégias criadas para lidar com crises, formando uma parceria que coloque o bem-estar e desenvolvimento do aluno no centro de tudo.

Em situações tensas, o papel da escola é fundamental para firmar laços e acompanhar a recuperação da comunidade. Junto a isso, a escola deve ser preocupar com a parte psicológica dos alunos e promover comportamentos que não afetem a saúde mental dos discentes neste momento.


Fonte: Blog Next

8 visualizações0 comentário
Acesso Rápido

E-mail: gabinetenoemiarocha@gmail.com
Contato: 41 9994-15007

Endereço: Barão do Rio Branco, 720. 4º andar.

         Acompanhe nosso mandato

© 2019 by Ascom Noemia Rocha.    Políticas de Privacidade