• Assessoria de Comunicação

3 sinais de que você está exagerando nos exercícios


Bom senso. Essa é uma palavra bastante difundida, mas pouco aplicada na prática. E isso vale para os debates acalorados no Facebook, para os embates no trabalho e na vida pessoal e também para a prática esportiva. Não há dúvidas de que o exercício regular traz inúmeros benefícios para a saúde física e mental. Mas tenho visto muitos atletas amadores ultrapassarem a linha tênue entre a prática que promove a saúde daquele que adoece.

Nos últimos tempos, tenho me deparado com corredores amadores que adotaram o lema “performance a qualquer custo”. Uma dedicação que beira o fanatismo, que chega a ser uma devoção. Em nome do melhor desempenho ou corpo, deixam o bom senso de lado e não medem esforços. Mesmo quando o corpo dá sinais de que algo não vai bem. E hoje eu queria compartilhar aqui alguns desses sinais.

3 sinais de que você está exagerando nos exercícios

Ignorar a fadiga

A pessoa se sente mais cansada que o normal e não consegue mais a resposta esperado aos estímulos de treino. Ela então intensifica os treinos na esperança de contornar a situação, o que pode gerar frustração e lesões.

Menosprezar o descanso

É um perigo treinar cada vez mais, dormir pior e encurtar os períodos de reparação, como os regenerativos e offs. Não há como evoluir sem um sono reparador e sem respeitar os momentos de descanso, são neles que o corpo se adapta ao esforço e evolui. Sem esses momentos, você não só não vai obter seu melhor como pode ter lesões.

Treinar com dor

A pessoa sente os incômodos que se transformam em dores e, mesmo assim, não muda a planilha e não conversa com o treinador e o fisioterapeuta. E aquelas dores que antes pareciam associadas a treinos específicos ou provas, agora se tornam uma constante.

Não existe desempenho no longo prazo sem bom senso e respeito ao nosso corpo. Quer correr bem a prova do mês que vem? Vai com tudo! Quer correr bem o resto da vida? Dê tudo de si, mas sempre ouvindo seu corpo e os especialistas que o cercam.


Fonte: RunnersWorld

6 visualizações0 comentário